Home Atas Ata
Câmara Arcoverde 14/06/2019

ATA DA 2ª (SEGUNDA) SESSÃO SOLENE DO 2º (SEGUNDO) TRIMESTRE DE 2019, EM 14 (QUARTOZE) DE JUNHO DE 2019 (DOIS MIL E DEZENOVE).

Aos quatorze dias do mês de Junho de dois mil e dezenove, às dezenove horas, na Câmara de Vereadores, estiveram presentes para a 2ª (segunda) sessão solene do segundo trimestre do ano de 2019 os (as) seguintes vereadores (as): Cleriane Alves de Lima Freitas, Cybele Gomes Cavalcanti Britto (autora da homenagem), João Heriberto Ouriques da Silva e a presidente do Poder Legislativo, vereadora Célia Almeida Galindo. A solenidade foi realizada para a entrega de título de cidadão arcoverdense a Sebastião Alves dos Santos. A presidente convidou a vereadora Cybele Gomes para ser a secretária da sessão. Foi lida o expediente do dia que constou do edital de convocação para esta sessão solene e da leitura do decreto legislativo que concedeu ao Senhor Sebastião Alves dos Santos o título de cidadão Arcoverdense. Em seguida convidou ADRIANO FERREIRA, cerimonialista, paraa chamar aqueles que comporam a mesa: Expedita Maria Dos Santos Souza (Vereadora de Betânia), Elson Francisco (Vereador de Buíque), Professor Germano Barros (presidente do SERTA – Serviço de Tecnologia Alternativa), Professora Socorro (proprietária da Escola São Domingos), Antônio Rodrigues Souza (Diretor da Escola São Domingos), convidou o Sebastião Alves dos Santos, Kitéria (esposa) e João Pedro, Maria Clara e Victor Martins (filhos). Foram saudados a senhora Sandra Góis (diretora da Escola Conviver) e seu marido, o senhor Rodrigo Roa (médico e marido da vereadora Cybele Roa). Agradeceu a todos os presentes, membros da imprensa e a palavra foi repassadaao senhor RODRIGO ROA. Cumprimentou a presidente, ao Senhor Sebastião, a Cybele Gomes. Disse sentir orgulho por, mesmo não sendo brasileiro nato, ver alguém como o senhor Sebastião receber tal homenagem. Lembrou que ouviu falar sobre o Sr. Sebastião pela primeira vez atendendo um aluno do curso de medicina do trabalho do SERTA, e que daí passou a admirar o trabalho e os serviços sociais prestados por ele. Disse que em Ibimirim o senhor Sebastião vem construindo uma “gama de filhos do conhecimento” mesmo com poucos recursos. Enfatizou que o trabalho do homenageado retira da pobreza e do isolamento as famílias que vivem da produção agrícola. Comentou o vídeo em homenagem ao Sr. Sebastião exibida no programa “Caldeirão do Hulk” e disse ter ficado admirado com tudo que o foi mostrado. Frizou que o agraciado faz invenções com poucos recursos. Falou sobre o êxodo rural e em como esse fenômeno acomete aqueles que moram no interior dos Estados nordestinos e que o trabalho do Sr. Sebastião permite que essas pessoas permaneçam e produzam em suas terras. Lembrou que Arcoverde foi a primeira cidade a conceder esse título ao Senhor Sebastião. Disse que ao conhecer o trabalho do professor falou com a sua esposa, a vereadora Cybele Gomes, para que o título de cidadão fosse-lhe concedido. Disse que atendeu a um ex aluno do Sr. Sebastião e que este estudante comentou que depois de estudar com o homenageado foi cursar algo na área agrícola e que hoje desenvolve alimentos mais saudáveis. Expressou um pensamento onde devemos educar as crianças para que elas cresçam para fazer o bem, disse que o futuro da cidade e do país está nas crianças. GERMANO BARROS. Saúda a todos os estudantes do SERTA e todos os aplaudiram. Saúda ao Sr. Sebastião e a sua família. Lembrou que a maior parte da vida do homenageado foi no SERTA. Cita o carinho que todos na instituição sentem pelo homenageado. Saúda os vereadores de Betânia e Buíque, pois a instituição SERTA atua nestes locais. Lembrou que conheceu o homenageado quando tinha 18 anos num programa de trainne, treinando negócios rurais, ofertado pelo SERTA. Informou que em 03 de agosto o SERTA estará completando 30 anos, com um trabalho de formação baseado em um modelo de educação baseado de na valorização do trabalho no campo e da identidade do trabalhador rural.  Citou que o SERTA ao lado de Sebastião trabalha sob 3 perspectivas: 1 – Que se pode tirar sustento da caatinga, e fez menção aos alimentos envenenados que as pessoas estão comendo; 2 – O potencial da energia solar, que é renovável. Disse que o sertão, para se renovar, precisa repensar sua matriz energética, fazer mais uso da energia solar e diminuir a dependência das hidrelétricas. 3 – Mudança de paradigma, de olhar, de concepção. Apontou que todas as políticas públicas visam combater a seca, tentando acabar com ela, mas que isso não é possível, pois o semiárido é um bioma natural e, portanto, não deveríamos buscar mudá-lo, deveríamos sim buscar nos adaptarmos a ele. Comentou que Sebastião sempre afirma que a solução do semiárido está nele próprio. Disse que esses três paradigmas são a base pedagógica e de formulação de políticas públicas do SERTA. Comunicou que no dia 15 e 16 o MEC irá qualificar o SERTA como uma faculdade, que será a primeira universidade popular de agroecologia do nordeste. Agradeceu a Câmara e a vereadora Cybele pela homenagem e informou que no dia 5 de agosto o Sr. Sebastião receberá o título de cidadão pernambucano (ele é do interior da Paraíba). Agradeceu a Sebastião pelos quase vinte anos de convivência e de trabalho para melhoria do semiárido. Em seguida, a palavra foi dada a ANTÔNIO RODRIGUEZ SOUZA. Cumprimentou a todos e ao Senhor Sebastião. Se disse honrado, como educador, em estar ali. Comentou que kitéria foi sua professora e que fez parte de sua formação religiosa. Falou que, já como professor, teve a oportunidade de lecionar aos seus filhos. Fez menção a influência que o Sr. Sebastião exerce na comunidade e na vida das escolas do Município. Expressou que ao visitar o Sr. Sebastião sempre adquire uma nova percepção, uma nova reflexão sobre educação e sobre como transforma a comunidade. Em seguida, a palavra foi dada a ELTON FRANCISCO. Cumprimentou a todos. Parabenizou a Câmara e a vereadora Cybele Gomes por concederem ao senhor Sebastião o título de cidadão arcoverdense. Disse que esse é um grande momento de alegria e de gratidão a um grande homem. Falou a esposa e, especialmente aos filhos, o grande pai, amigo, homem e companheiro que é o Sr. Sebastião. Expressou a paixão dohomenageado pelo semiárido, a sua busca por transformá-lo e pela melhoria da qualidade de vida do povo. Comentou que Buíque tem um biodigestor, que gera gás natural e é fornecido a uma associação que produz pães entre outros derivados, e que essa atividade tem gerado empregos no município. Agradeceu ao senhor Sebastião por ajudar a desenvolver a região e que o povo de Buíque também o agradece.Em seguida, a palavra foi dada aEXPEDITA MARIA DOS SANTOS SOUZA. Ressaltou a importância da concessão título de cidadão ao homenageado e ressaltou a repercussão que o trabalho do agraciado produz na região, mostrando caminhos para o desenvolvimento e geração de renda no local, evitando o êxodo rural. Parabenizou a Câmara de vereadores por, ao conceder o título de cidadão, repercutir e valorizar o trabalho do Sr. Sebastião. O cerimonialista Adriano Ferreira leu uma carta do DEPUTADO ESTADUAL ISALTINO NASCIMENTO. Que parabeniza Presidente Célia Galindo pela promoção da homenagem a Sebastião Alves dos Santos pela sua colaboração e atuação na agroecologia e reitera estima a Cybele Gomes por ter proposto a referida comenda. Em seguida, a palavra foi dada aCLERIANE ALVES. Saúda a todos. Pede aplausos ao agraciado. Falou que é uma honra ao Poder Legislativo conceder o título de cidadão ao Sr. Sebastião. Disse que são muito bonitas as histórias contadas sobre o trabalho Sr. Sebastião nas redes sociais. Expressou que a Câmara reconhece o trabalho de um homem simples e que, com a homenagem, abre oportunidade para que outras cidades também o façam. Manifestou a capacidade que o Sr. Sebastião tem em trazer esperança à região. Referiu-se a quando o homenageado teve sua vida e obra exposta ao público brasileiro através do programa Caldeirão do Hulk. Expressou a referência que o Sr. Sebastião é para região e uma prova de que o Brasil pode ser um país exitoso.Em seguida, a palavra foi dada aCÉLIA GALINDO. Saudou a todos. Disse que o título de cidadão foi aprovado por unanimidade e parabenizou a vereadora Cybele Gomes pela justa homenagem. Lembrou que o conheceu nos anos 90 quando o homenageado fora secretário de agricultura do município. Referiu-se ao trabalho do Sr. Sebastião, à frente da Secretaria, como exemplar. Disse que quando o título foi conferido ao agraciado, ela, Célia, teria dito que foi pelos relevantes serviços prestados a cidade, ao passo que Cybele completara dizendo que foram relevantes serviços prestados a cidade e a região. Parabenizou Sebastião por tudo o que ele fez pela região e pelo Estado.Em seguida, a palavra foi dada aCYBELE GOMES. Saudou a todos. Comentou que em todos os lugares que esteve as pessoas comentaram que a homenagem é justa, que é merecida. Disse que o Sr. Sebastião é um exemplo de pessoa no ramo da agroecologia. Expressou que o homenageado é um exemplo de pessoa transformadora, que molda o ambiente em que está,que é uma pessoa inspiradora e faz com que todos acreditem em si e em nossa região, Estado e País. Em seguida foi apresentado o vídeo exibido no programa “Caldeirão do Hulk” onde foi relatado a paixão do Sr. Sebastião pelo semiárido, uma parte de sua história, seus feitos, a forma como ele inspira àqueles que o conhecem. Mostra também seu trabalho com gás natural e como suas invenções trazem melhorias à comunidade. O vídeo ainda mostra como o homenageado ajuda a modificar a perspectiva ruim que se tem do semiárido e como ele ajuda aos trabalhadores do campo a produzirem, mesmo que com pouca água. Em seguida, a palavra foi dada ao homenageado SR. SEBASTIÃO ALVES DOS SANTOS. Cumprimentou a todos os vereadores, seus familiares e toda a mesa. Cumprimentou também os seus aluno do SERTA professor Paulo Santana que veio de Glória de Goitá. Agradeceu a seus compadres Airton e Sandra pela presença. Agradeceu a Geraldo e a Heitora por ter ajudado a desbravar a cidade de Arcoverde. Agradeceu a Rodrigo Roa, amigos vindos de Campinas, Priscila, Dante, Ranieri, Dona Rita (sogra), Jovelina (cunhada), Capitão Harley, aos ex-educandos, Drayton, Joênio. Pediu uma salva de palmas a equipe que trabalha diretamente com ele em Ibimirim. Disse que esteve muito emocionado como nunca antes. Lembrou que chegou em Arcoverde aos 21 anos e que fazia algumas paradas no Belvedere. Falou que em 1989 a primeira instituição a trabalhar com agricultura orgânica se chamava CECAPAS – Centro de Capacitação em Acompanhamento a Projetos Alternativos a Seca. Comentou que não conseguiu recursos para manter a instituição. Contou que após isso aceitou o convite do Pe. Airton Freire para ajuda-lo na à época Associação Terra. Lembrou que na gestão da ex prefeitaErivâniaCâmelo foi secretário de agricultura e dos 3 anos de seca vividos nesse período. Ao se dirigir a vereadora Célia recordou da oposição que ela fez ao governo, mas que ele escapara ileso, pois atuou como técnico. Falou que há época o município não tinha políticas públicas no trato com a água, e falou sobre uma série de obras realizadas em seu período no comando da pasta. Disse que ao sair da secretaria foi deixado para o governo posterior uma máquina patrol, duas caçambas e uma máquina roçadeira. Disse que ao chegar em Ibimirim e se deparar com as antigas instalações do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS – teve a ideia, ao lado de Dr. Ângela Nascimento – há época técnica da secretaria de ciências e tecnologia, de transformar esse espaço em uma escola. Falou que em 2005 ao conseguir o espaço, foram reunidos 180 jovens de diversas localidades do Estado e assim começou o SERTA. Expressou que a homenagem em questão o obriga a dar mais atenção à região. Disse que o mérito de seu trabalho é deixar para aqueles que ensina a consciência do valor e o potencial do semiárido. Criticou as escolas, pois, na visão do homenageado, as escolas não fazem o ensino contextualizado e não geram tecnologia. Criticou as políticas públicas de meio ambiente e de energia do atual governo. Comentou um pouco da história de Arcoverde, seu crescimento, o desenvolvimento econômico por meio da linha férrea, o surgimento do cinema Rio Branco. Explanou a força do comércio e sobre o polo educacional do município. Mas disse que a cidade carece de pensamento agroecológico e disse que lhe aparenta que a produção de alimentos vinda de Serra das Varas é envenenada. Informou que vêm grupos da França conhecer o trabalho do SERTA. Expressou agradecimentos à Câmara e em especial a vereadora Cybele, por ter sido ela a autora do título. Ofereceu seus serviços para contribuir com o mandato da vereadora Cybele, e o fez não por causa da homenagem, mas por acompanhar a trajetória da edil e de admirar seu trabalho. Lembrou que todos devem fazer sua parte para a criação de um mundo melhor e criticou as ações do governo federal em permitir o uso de mais de 190 substâncias, no plantio, nocivas a saúde humana. Depois dos discursos, deu-se a entrega das medalhas e do quadro em homenagem ao Sr. Sebastião Alves dos Santos pela vereadora Cybele Gomes. Célia agradeceu a presença de todos. Ninguém mais fez uso da palavra. A Presidente deu por encerrada a sessão, agradeceu a presença de todos, convidou os presentes a conhecer as instalações da Câmara e chamou-os para a próxima sessão que ocorrerá em 17 de Junho. Nada mais a ser deliberado na Ordem do Dia eu, Hallyson Dennis Bento Minervino, secretário Ad-hoc para esta sessão, redigi e digitei a presente ata, a qual será transcrita por Orlaní Limeira Silva Lima.