Home Atas Ata
Câmara Arcoverde 07/05/2018

ATA DA 14ª (DÉCIMA QUARTA) SESSÃO ORDINÁRIA DO 1º (PRIMEIRO) PERÍODO LEGISLATIVO, EM 07 (SETE) DE MAIO DE 2018 (DOIS MIL E DEZOITO).

Aos sete dias do mês de maio do ano dois mil e dezoito, às dezenove horas e trinta minutos, na Câmara de Vereadores, estiveram presentes para a décima quarta sessão ordinária do primeiro período legislativo, os (as) seguintes vereadores (as): Cleriane Alves, Cybele Cavalcante, Everaldo Lira, João Heriberto, Luíza Margarida, Wevertton de Siqueira e Zirleide Monteiro, sob a Presidência da vereadora Célia Almeida. A sessão foi declarada aberta com as palavras da Presidente que saudou os presentes. Justificou a ausência dos vereadores Geraldo Vaz e João Batista. Lida, foi aprovada a ata da sessão anterior em Primeira e Segunda votação. De imediato, foi passada a palavra ao Primeiro Secretário para a leitura do Expediente, que constou de: Ofício nº 375/2018 da Secretaria Estadual de Saúde; Ofício nº 01/2018 do Partido Novo: Declaração de Comparecimento do vereador Everaldo Lira; Ofício nº 091/2018 da CGU do município. Encerrada a leitura, a senhora Presidente deu início ao PEQUENO EXPEDIENTE e autorizou a palavra à vereadora CLERIANE ALVES. Disse que no dia dois de abril houve uma reunião com uma comissão de moradores do Residencial Maria de Fátima Freire, ela e a Prefeita, para tratar de assuntos de interesse da comunidade do Residencial Maria de Fátima Freire. Na ocasião, Cleriane sugeriu uma Audiência Pública e disse que a Prefeita concordou. Falou que apresentou nesta Casa  requerimento em que solicitou a audiência e foi aprovado por unanimidade. Falou que no dia dez de maio, às 09h na Câmara de vereadores, acontecerá a Audiência Pública, onde foram convidados o representante do Banco do Brasil, o representante da Empresa Arquitec e o representante da Prefeitura. Disse que irá comparecer à reunião com a Controladoria Geral de Controle Interno do Município de Arcoverde, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, onde será tratado assuntos de interesse do Residencial Maria de Fátima Freire. Célia falou que na reunião da Controladoria, estarão presentes o representante do Banco do Brasil e o representante da Empresa. Célia sugeriu a Cleriane que levasse uma comissão de moradores do Residencial Maria de Fátima Freire para a reunião. Foi solicitada questão6 de ordem e Weverton e Zirleide apoiaram a execução da Audiência Pública. Requereu a Prefeita: 1.a) Fazer terraplanagem nas estradas dos sítios: Serra das Varas, Pintada, Tigre, Lagoa da Porta, Queimada da Onça, Pedreira e Poços; b) Direcionar um Stand de vacinação para a H1N1 no Residencial Maria de Fátima Freire; c) Construir um ícone de cultura na entrada de Arcoverde; d) Criar um comitê Gestor Municipal de Educação Ambiental; e) Retirar os veículos que se encontram na Rua Augusto Cavalcante, em frente a Delegacia Municipal; f) Implantar nos festejos juninos o juizado do forró. 2) Moção de Aplauso aos organizadores da Cruzada Evangélica. Aprovados. JOÃO HERIBERTO. Requereu a Prefeita: 1.a) Calçar a Rua 29 de Junho – Sucupira; b) Complementar o calçamento da Rua José Carlos Monteiro de Amorim – Sucupira; Consertar o calçamento das Ruas: Valdemar Rodrigues de Queiróz e Corália de Siqueira – São Cristóvão; c) Desobstruir a galeria da Rua José Ferreira de Lima – Sucupira. Aprovados.  ZIRLEIDE MONTEIRO. Requereu a Prefeita: 1.a) Implantar redutor de velocidade na Rua Otaviano Neves – Alto Cardeal. B) Repor o calçamento das Ruas: Emídio de Miranda e Duque de Caxias – São Cristóvão; José Bezerra de Carvalho, José Estrela de Souza e Maria Luíza de Lira Rabelo – Alto Cardeal; c) Substituir a tampa da galeria no cruzamento da Rua Maria Luíza de Lira Rabelo com a Av. Severiano José Freire – Alto Cardeal; d) Retirar resíduos sólidos das seguintes Ruas: José Estrela de Souza, João de Melo Cavalcante, Antonio Soares Tota e José Bezerra de Carvalho – Alto Cardeal; Aprígio Estêvão Tavares – Centro; Esmeraldino Pires de Carvalho – São Cristóvão; e) Desobstruir a galeria no cruzamento da Rua Euclides Napoleão Arcoverde com a Av. Agamenon Magalhães; 2) Moção de Pesar aos familiares de Maria Angelina Albuquerque em virtude de seu falecimento. Aprovados com a associação de Célia. CYBELE GOMES. Requereu a Prefeita: 1.a) WEVERTON SIQUEIRA. Requereu a Prefeita: 1.a) LUIZA MARGARIDA. Requereu a Prefeita: 1.a) CÉLIA ALMEIDA. Falou que o pedido de informação para saber quais ruas serão calçadas, não significa que as ruas serão calçadas. Encerrado o Pequeno Expediente, a senhora Presidente deu início ao GRANDE EXPEDIENTE  e outorgou a palavra à vereadora ZIRLEIDE MONTEIRO. Falou sobre o possível fechamento da Policlínica Dr. Paulo Rabelo no bairro do JK que irá prejudicar inúmeras famílias daquele setor e que o motivo do fechamento sw Acordo com informações da Prefeitura é economia. Economiza-se com saúde e se gasta com aluguéis de veículos. Disse que na Policlínica há  um enfermeiro graduado para atender a toda população nos finais de semana. Pediu o empenho da bancada governista que não permita o fechamento do atendimento noturno. Falou sobre a usina de asfalto que está desativada e custou aos cofres públicos mais de três milhões de reais. Falou que a cidade está abandonada com muito lixo, buracos, escuridão e o pior: A fome. Assola o município em que as famílias perderam seu poder de compra e perda de programas sociais, enquanto a Prefeitura gasta mais de um milhão de reais com refeições para assessores e secretários municipais. Falou sobre o Distrito Industrial que serve de obra eleitoreira este ano não será diferente. CYBELE GOMES. Falou sobre as reivindicações dos auxiliares de saúde bucal e informou que irá acontecer uma nova reunião  com a secretária municipal de saúde, na tentativa de que as reivindicações deles sejam atendidas. Fez comentários sobre a situação econômica e política do Brasil. Falou da crise no país e da fome que se alastra entre as famílias pobres do Brasil. O aumento nos preços do dólar, combustível, o desemprego, a queda nos programas sociais e o ano eleitoral que paralisa a votação de projetos importantes para a população. “Como é bom ser oposição”, disse Cybele.  Disse que a oposição desta Casa sempre vota nos projetos do Poder Executivo. Falou das dificuldades de ser vereador, em que se reivindica e muitas vezes e não é atendido. Comentou sobre o Programa do Leite e questionou o fato de algumas Associações de Moradores receberem o leite e outras não. Comentou sobre o IPVA e que deve ser reavaliado. Sugeriu que os veículos e as placas pertençam a Arcoverde, para que aumente a arrecadação do município. EVERALDO LIRA. Desejou um feliz dia das mães. Falou que vota de acordo com a consciência dele. Fez comentários sobre o Loteamento Maria de Fátima Freire e que só o superintendente do Banco do Brasil é quem pode resolver os problemas da burocracia, juntamente com o responsável da Empresa Arquitec. Falou que os pedidos dos vereadores são atendidos na medida do possível. Everaldo leu um relatório com as ações que estão sendo realizadas pela Prefeitura. WEVERTON SIQUEIRA. Apresentou um histórico sobre a Educação no município. Falou que mesmo diante da crise, a Prefeita Madalena vem trabalhando para o desenvolvimento de Arcoverde. Parabenizou todas as mães, felicitando elas pelo seu dia.